terça-feira, 19 de maio de 2015

Maratona de São Paulo - 2015


Vamos primeiro dizer para que serve um blog:

1 - Contar suas experiências;

2 - Trocar experiências;

3 - Elogiar organizações, provas etc.;

4 - E dentre outras coisas, criticar e mostrar erros e acertos em provas de corrida.

A Maratona de São Paulo 2015 de saída já merece que sua organização seja elogiada. Estou falando da mudança de data. O que foi só sofrimento ano passado, quando a prova foi realizada em outubro, com termômetros batendo acima dos 30°, neste ano com a prova realizada em maio, foi show de bola, ou como esta na moda dizer: “Sem Sofrencia”.

Outro elogio, vai não para a organização, mas sim para a SOLIDARIEDADE. Ao longo da maratona, várias pessoas, corredores ou não, instalados em pontos estratégicos para dar um lanchinho, batatas, jujubas, frutas, ou simplesmente um: “vai lá, herói, você já é um vencedor”.
Mas como nem tudo são flores, tenho 2 criticas, (carregadas de ódio, aí que feio). E estas feitas à organização, a tão conhecida dos corredores:  a Yescom.

A primeira crítica é a seguinte; Eu e o Jesus corremos as 15 milhas, com final na USP. Faltando exatamente  1 quilometro, para completar a prova, ouço alguém chamando, a mim e 2 garotas. Era uma staff, com o “camburão”, aquele ônibus que vem recolhendo os corredores que estão fora do tempo.
Ok, concordo que estávamos fora do tempo, previamente informado (3 horas) mas estávamos a um quilometro da chegada. E esta “mocinha” nos informou que já não havia mais nada na chegada, nem kit pós-prova e nem medalha. Argumentei dizendo o seguinte, se não há mais nada e agora são exatamente 11:30hs, porque foi avisado que haveria ônibus, para o retorno à largada até as 12 horas? E me recusei, assim como os mais ou menos 20 atletas que estavam ali nas últimas colocações. Absurdo, tirar o prazer do atleta de cruzar a linha de chegada, depois de tamanho esforço, a apenas 1 quilometro. RIDÍCULO!

A segunda crítica, é referente à entrega do kit pós-prova. A minha frente, uma moça que estava inscrita na maratona, portanto fazendo os 42km, pediu um kit, pois estava com fome. E adivinha? NEGARAM, sob o argumento de que para os maratonistas, este kit estaria disponível, apenas na chegada da maratona. A garota ainda, tentou argumentar, mas em vão, solução? Dei meu kit à ela. E conversei com os staffs ali, que quando ocorrer algo assim, chamem um responsável.
Tá, parou por aí? NÃO: Ao sair da tenda de entrega de kit pós-prova, uma surpresa: uma “rodinha “ de bombeiros e no chão 2 caixas de papelão com kits pós-prova (uns 15 kits, mais ou menos). Aí não aguentei, tamanha injustiça, pois a garota que pediu, porque estava com fome, pagou, ela tinha esse direito, e gritei à todos os staffs que negaram, para olharem as caixas:
“Olhem, vocês negaram kit para a garota que pagou, e vejam aqui, quantas aqui no chão, isso não é justo”

Eu só não entendo, e se alguém sabe, me diga, porque essa mesma empresa, fora de São Paulo, consegue promover provar maravilhosas como: Meia Maratona do Rio de Janeiro e Corrida Internacional da Pampulha, digo, porque já fiz as duas.

O mais importante de tudo isso, é que não devemos ficar quietos, temos que abrir a boca, gritas, falar, argumentar, quem sabe, esses deslizes desagradáveis, um dia acabam.

Tirando esses dois incidentes, foi tudo uma festa. Que poderia ter sido melhor, já que tivemos o brasileiro Vagner Noronha em segundo lugar. Quer saber quem chegou em primeiro? Me nego a te responder hehehehehe!

Parabéns a todos os guerreiros, os que fizeram 42km, os que fizeram 15 milhas, os que fizeram 5 milhas e o pessoal da caminhada, que tenho certeza no futuro, serão maratonistas.

Agora vamos as fotos:

Olha nosso herói aí:
Numero de Peito - 216


Quem não conhece a fera?



Olha a solidariedade ai! 



Aqui já um desrespeito: Quando ciclistas forem para Paulista protestar, vou com o seguinte cartaz:
Para pedir respeito tem que respeitar! 

E o único ônibus que a gente aceita subir,
é o da volta! 



Medalha, Medalha, Medalha

A emoção do último corredor da maratona.
Foto tirada do blog: de Valeria Spakauskas,
do Jornal Corrida
Aliás um excelente post!
Como a vida não para, os treinos também não. Então bora treinar, que a próxima é a Guaranis Race!

Só lembrando: Já fez sua inscrição para concorrer duas inscrições na São Silvestre? Ainda não, então clique neste post e veja como fazer: 













3 comentários:

  1. Eu soube de várias críticas também, a respeito deste evento ... Meu carinho e uma abençoada semana.

    ResponderExcluir
  2. Se existe uma regra de tempo máximo de conclusão, ela deve ser cumprida. Está no regulamento da competição. Não importa se falta 1 km ou apenas 200 m.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns por sua atitude no km final e a respeito da kit pós prova Feliz Correndo.
    E quanto aos problemas citados por você por parte da organizadora nem vou comentar nada, pois sei que ela, infelizmente, comete muitos erros tanto nesta maratona como na São Silvestre. Porém, em outras não. Não dá pra entender.

    Abraço e boas corridas.


    tutta-Baleias/PR
    www.correndocorridas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir